O Fanatismo Absurdo Pelos Produtos Razer

O Fanatismo Absurdo Pelos Produtos Razer

O Fanatismo Absurdo Pelos Produtos Razer. Sei que o tema é sensível, basta ter Razer no nome para ser, e por isso quero deixar já explicadas algumas coisas. A primeira é que isto não é nem será um post, artigo ou blog de dizer mal por dizer mal. Tudo tem o seu contexto e argumentação. Se não consegues separar realidade da ficção onde queres viver relativamente à verdadeira qualidade dos produtos Razer é um problema teu.

O Fanatismo Absurdo Pelos Produtos Razer

O fanatismo absurdo pelos produtos Razer. Esta marca conseguiu, como poucas, ter à sua volta uma força de fanáticos disposta a tudo. Para além da habitual defesa da marca a todo o custo, o que já revela algum problema patológico, junta-se o facto de viverem numa bolha onde realidade e factos não existem ou não podem ser usados como argumento. Apenas pode ser invocada fantasia e o que eles dizem que é mesmo não sendo.

E o mais engraçado, e ao mesmo tempo estúpido, desta situação toda é que a esmagadora maioria dos fanboys da Razer nunca tiveram um equipamento da marca nas mãos e muito menos possuem um. Sonham em ter um ou mais produtos Razer, mas nem o Pai Natal facilita isso. Falam enquanto imaginam ser donos de equipamento Razer por uma questão de estatuto e status entre pares. E quando têm uns trocos para comprarem um periférico Razer qual é que compram? O rato mais barato da marca, o Abyssus V2. Já para não dizer que acreditam piamente que o som dos Razer Kraken é de qualidade. Têm graves problemas auditivos.

Percepção Não É Realidade

A Razer é tão boa e tão viável, mas nunca deu lucro, que está numa constante mutação de catálogo para abranger diferentes categorias de consumidores. Já se meteu nos microfones de estúdio com o Razer Seiren. Nas placas de captura com o Razer Ripsaw. E nas webcams com o Razer Stargazer. Abordagem esta com a “desculpa” de que é para servir os gamers. Os gamers já estão servidos, e bem servidos, no campo desses periféricos com soluções de qualidade e a preço justo. Não com preço absurdamente alto e componentes de baixa qualidade. É uma desesperada tentativa de ir buscar mais mercado onde não existe mercado nem possibilidade de expansão do mesmo.

E também porque alguns dos seus segmentos perderam quota de mercado para outras marcas conhecidas no ramo. E a Razer optou por imitar o design dos concorrentes para estancar essa fuga. Sim, basta ver o design dos ManO’War são idênticos aos headsets da Astro. E que o design do BlackWidow X Chroma é um cópia do sucesso do design da série de teclados gaming mecânicos K da Corsair com iluminação RGB personalizavel.

A Razer Quer Ser Apple

O fanatismo absurdo pelos produtos Razer. A Razer é, ou tenta desesperadamente ser, uma cópia da Apple. Não há como negar, é por demais evidente. Mas com uma, ou duas, diferenças. Nos produtos Apple também existe uma base de fanatismo absurdo à volta, mas os mesmos têm algumas qualidades e por baixo delas a empresa esconde o material defeituoso com que equipa equipamentos vendidos a um preço surreal e injustificado. Por outro lado a Razer apenas usa a táctica negativa da Apple.

Os produtos Razer são vendidos a preço de topo de gama, embalados para parecer topo de gama, depois metem os fanáticos Razer a dizer que aquilo é bom quando se sabe que não é. E porquê? Porque os produtos Razer são compostos por e fabricados com componentes de baixíssima qualidade. Até darem problemas ou deixarem de funcionar por completo vai um curto espaço de tempo ou de utilização efectiva.

Então a mais recente abordagem da marca à linha de portáteis que lança é puro plágio. Mas plágio escondido como inovação e originalidade para gamers. Quando aquela tecnologia que mostram como novidade já existe no mercado e com melhor qualidade, mas não tiveram o mesmo tipo de tratamento de marketing fanático e absurdo que a Razer dá a todas as coisas de que fala.

À Atenção Dos Fanáticos Da Razer

Não confundas o que digo com o que pensas. Há produtos Razer pelos quais tenho apreço e reconheço mérito. Dou-te dois exemplos: O rato Razer DeathAdder Chroma e o teclado mecânico Razer Blackwidow X Chroma. O resto dos produtos para mim não preenchem os requerimentos mínimos de relação qualidade e preço que a marca quer cobrar aos consumidores. E mesmo nestes dois exemplos que te dei o preço pedido para a qualidade não está nada justificada.

São inúmeros os casos e exemplos destes e todos os outros produtos Razer terem uma elevada taxa de falha. O que para o preço e mensagem que a marca faz por passar não devia, aliás não pode, acontecer. Não é aceitável. Eu até consigo perceber porque não há tanta gente a dizer publicamente o que sente relativamente à porcaria de produtos Razer que têm. Tem a ver com o ego e não querer reconhecer que afinal o que parecia ser algo do outro mundo até não é. Ou têm um problema mental e gostam de gastar dinheiro a comprar a mesma porcaria que está sempre a variar. A escolha é tua.


O Fanatismo Absurdo Pelos Produtos Razer. Tens produtos Razer? Gostas de produtos Razer? Deixa a tua opinião, e porque não também insultos caso seja necessário, sobre a minha opinião. Tenho todo o gosto em ler e responder. Excepto entrar numa troca de insultos. Podes também partilhar este post pelas redes sociais.

Topo