Ninja muda-se da Twitch para o Mixer. Boa jogada? Má jogada? Porquê só agora? Quem será o próximo grande nome da Twitch a fazer a mudança para o Mixer? Todas estas questões e talvez até mais vão ser dissecadas pelo PUMPUM neste post de elevado intelecto. Aqui vão encontra a minha opinião. Poderá ou não estar em sintonia com a vossa.

O Que É o Mixer?

Ninja muda-se da Twitch para o Mixer. Eu – PUMPUM (pumpumpt) – tenho conta no Mixer desde que esta plataforma ainda não tinha sido adquirida pela Microsoft. E o seu nome era Beam. O que é que esta plataforma tem de especial? Bem, pela minha experiência por lá, e foi alguma, nada demais. Na sua base, o Mixer, não tem nenhum factor técnico que faça uma diferença substancial em relação ao que a Twitch dá aos seus criadores de conteúdo e espectadores. Há monetização, há ferramentas para interacção. O Mixer não difere de forma significativa. Excepção claro à escassez – ou completa ausência – de drama na plataforma, ou com streamers da plataforma. O Mixer não tem um nível de crítica interna como a Twitch tem pela forma como aplica, ou não, as suas regras e termos de serviço.

O tempo de delay nas livestreams desta plataforma pode ser praticamente nulo. Sim, inferior a um segundo. Isso deve-se à tecnologia utilizada pela plataforma e que a difere das restantes. Agora a minha questão é se o Ninja está para isso, um vez que joga Fortnite, e já fez várias birras em directo sobre alegados stream-snipers. Assim, caso ele não coloque qualquer delay na transmissão, os tais alegados stream-snipers podem dar com ele de forma praticamente instantânea.

Algo que eu – PUMPUM – notei na passagem que tive pelo Beam e ainda a mudança para Mixer algum tempo depois da plataforma ter sido adquirida pela Microsoft, é de que não existe uma concorrência tão tóxica e feroz entre os streamers da plataforma. E o próprio público que por lá anda quer estar num clima positivo. Se isso será viável com o crescimento necessário da plataforma para ser financeiramente sustentável fica no ar. Mas com o crescimento de qualquer plataforma o conflito vem atrás. Não dá para ter ambientes ou círculos sociais perfeitos.

Ninja Muda-se da Twitch Para o Mixer

O PUMPUM concorda com a ideia genérica de que qualquer industria precisa de alternativas – viáveis – e concorrência. Existem alternativas à Twitch. Mas cada uma delas tem pontos negativos que pesam mais do que os positivos. E por isso não existe uma clara mudança por parte dos criadores de conteúdo. Alguns porque preferem manter-se como estão do que aventurar-se pelo desconhecido. Outros porque o seu conteúdo existe graças à existência de dramas de maior ou menos escala na plataforma.

A narrativa do hype já está lançada. Está tudo tão contra a Twitch que a razão e factos ficam completamente toldados e secundarizados. Isto já não se pensa. Sente-se. Vive-se do ego. Isto está a ser reportado e comentado como um grave problema para a Twitch. Não acho que seja um problema tão grande. Os motivos são simples. O Ninja, apesar da visibilidade que ainda tem, tinha o seu número de subscritores a cair a pique. E a Twitch faz dinheiro com as subscrições. Se um streamer na sua plataforma tem mais de 14 milhões de seguidores e apenas uma muito ínfima parte disso paga subscrição, não sei onde é que está o grande problema para a Twitch. A prova de fogo do Ninja é agora.

Agora o Ninja muda-se para o Mixer. O Mixer se quer chegar perto da Twitch precisava, e precisa, de meter prego a fundo e abrir a carteira. Com isto já o fez. E não deve ter sido pouco dinheiro. Será que o Mixer agora vai conseguir manter-se assim? Agora também percebo que me perguntem o seguinte: Se o Ninja não é boa aquisição, então quem é que da Twitch era bom para o Mixer? Excelente pergunta. Ainda bem que a fazem. Tenho todo o gosto em responder. O Mixer quer crescer. OK, é perfeitamente legítimo. Mas quer crescer depressa e bem? Isso é complicado. Que publico não tem e quer captar? Que publico tem e quer expandir? Isto são perguntas que a própria gestão do Mixer deve ter feito nas reuniões de preparação para fazerem uma contratação deste tipo. Mesmo ainda antes do nome Ninja estar em cima da mesa.

E a Microsoft/Mixer já fizeram um erro crasso. Qual? Oferecer o primeiro mês de subscrição no canal do Ninja. Aqueles problemas que estão em altas na Twitch, sendo um deles a desproporcionalidade de tratamento – se é justa ou injusta é tema perfeitamente válido para outra conversa – já chegaram ao Mixer. Aqui está o primeiro. E porquê? Porque não acredito que a Microsoft/Mixer não pague a comissão de cada subscrição, mesmo que seja oferta gratuita, ao Ninja. É abrir os cordões à bolsa para quê? Para ter o chat inundado com os emotes do Ninja?

O Mundo Vai Acabar Com Esta Mudança?

Eu – PUMPUM – não quero acreditar que a Twitch não soubesse antecipadamente que o Ninja ia deixar de streamar na plataforma. Era incompetência a mais por parte da Twitch não se antecipar a algo assim. É que os parceiros da Twitch, tal como os Afiliados, têm contrato. O Ninja até podia ter um contrato fora do normal contrato que é dado a outros parceiros na plataforma, mas não ter clausulas para proteger uma ou outra parte destas coisas… O mundo dos negócios por vezes mostra que no meio de tanto milhão existe uma ou outra decisão mal tomada.

E há também a conversa do costume. Perguntam qual é a conversa do costume? É aquela de que ele se vendeu. Bem. É capaz de se ter vendido. Mas pelo que ouvi – do alegado intervalo de valor que o Mixer lhe vai pagar – eu também me vendia nas boas. Mas mesmo sem stresse. Não vale a pena estar com falsos moralismos. Se há alguém que ficou com inveja desta troca de plataforma, provavelmente, deve ter falta de vida própria. Mas isso acontece a quem está sempre a viver a vida dos outros. Não sei quem é que ajudou mais quem. Mas a Twitch é uma empresa como outra qualquer. E por isso se o Ninja fosse muito importante para eles (Twitch) a esta hora não estava eu aqui a escrever isto. Ele ainda estava na plataforma porque eles de alguma forma tinham encontrado uma solução que lhe agradasse.

O Que Vai Acontecer à Twitch?

A previsão mais séria que o PUMPUM faz é que nada vai acontecer à Twitch. Ao fim do dia isto é apenas uma saída. Os números poderão flutuar um bocado mas o certo é que de certeza que a maioria dos espectadores que o Ninja tinha na Twitch vai ser absorvida na sua esmagadora maioria por outros streamers de topo. Quais? Um Shroud, um Dr Disrespect, um Tfue, etc… Ou até pelas muitas boob streamers que por lá há. Isto tem um impacto assim tão grande na Twitch? Nem por isso. O número de subscritores do Ninja na Twitch estavam em queda livre. Por isso, apesar de dinheiro ser dinheiro, a esmagadora maioria desses subscritores do Ninja na Twitch que o deixaram de o ser não saíram da Twitch. E não o devem fazer apesar da sua mudança para o Mixer.

Uma coisa é certa. A Twitch, e vocês podem aferir com os vossos próprios olhos, deixou de ser a plataforma para streaming de jogos para se tornar numa plataforma de entretenimento. Entretenimento com vários casos concretos e sinalizados de softcore. E as funções de angariação de receita estão cada vez mais diversificadas e optimizadas. Pessoalmente não vejo mal nisto. Para a Twitch existir precisa de fazer muito dinheiro e também dar todas as ferramentas necessárias para que a receita que os seus parceiros e afiliados gerem seja a máxima possível. Uma plataforma como a Twitch, apesar de ter a Amazon por trás, precisa de muitos milhões de Dólares para operar com qualidade à escala global e estar sempre a evoluir. A Amazon quer, como qualquer empresa, fazer lucro com todas as suas divisões. A Twitch não é excepção. Senão a Twitch daqui por uns anos torna-se em algo completamente moribundo e à deriva como está actualmente o YouTube. Se eu não quero o YouTube assim, muito menos quero a Twitch. Mas já estou a desviar-me largamente do tema principal. Apesar deste tema que toquei ser igualmente importante.

Bem, e lembram-se daquele evento do em que a Twitch organizou a passagem de ano em Times Square, Nova Iorque, em que o Ninja estava lá em festa a jogar Fortnite com mais uns “amigos” lambe-escroto que ele tem – agora se calhar é mais tinha – na plataforma de streaming da Amazon? E do escândalo que houve antes desse evento porque a Twitch resolveu que era uma boa ideia colocar anúncios a esse evento com esse streamer nos canais de outros streamers parceiros da mesma plataforma? A Twitch sempre fez tudo para espremer o Ninja. E para ele por sua vez espremer onde tinha de espremer também. Mas a ter 15 mil subscritores as coisas estavam a parecer cada vez piores para ele. Pelo menos é a ideia que tenho como observador externo. Até dois colegas streamers, os dois que jogaram com ele nesse evento de passagem de ano, já o ultrapassaram no número de subscritores. Deve ter deixado um amargo de boca porque se há coisa grande que o Ninja tem – e faz questão de o mostrar dia sim dia sim – é o seu ego. Se calhar é isso, não acham? O ego dele tornou-se demasiado grande para a Twitch o conseguir conter.

O Que Vai Acontecer ao Mixer?

À conta do Ninja, o Mixer, vai ter números que nunca teve e pode só ter sonhado em os ter. Será esta aposta um investimento com retorno no médio a longo prazo para a plataforma de streaming da Microsoft? Acho que não. O Mixer tem uma excelente infra-estrutura. Tem capacidade técnica para servir um pico no número de visitantes e espectadores. O Mixer fez esta aquisição, deve também fazer outras de relevo. Não será assim tão fácil ou tão proveitoso para outros streamers de topo da Twitch comentarem o assunto de forma aberta. O Ninja conseguiu compra a sua saída da Twitch. Outros sabem que se o tentarem fazer pode não correr tão bem. E a lista de streamers na Twitch é muito grande e facilmente encontram um substituto.

Uma patetice que o PUMPUM vê muito escrita e dita em vídeo. Mas isso é normal. Então há parceiros do Mixer que estão a dar as boas vindas ao Ninja à plataforma, aquela bajulação típica de gente fraca, como se eles fosse directamente beneficiar com isso, quando certamente que não vão e a plataforma já fez questão de mostrar que não são prioridade. Enfim… Cada um tenta meter-se em bicos de pés à sua maneira. É por estas e por outras que eu adoro ser eu. Não há nada como trabalhar para atingir objectivos sem andar a trepar pelos outros.

Ninja Muda-se da Twitch Para o Mixer

Não se esqueçam de partilhar este post por todo o lado. Podem deixar o vosso comentário em baixo. Tenho todo o gosto em ler e responder-vos. E já sabem que podem assistir às livestreams do PUMPUM na Twitch. Adicionalmente podem conferir todo o merch oficial também aqui disponível no site.

 

SEGUE-ME NAS REDES SOCIAIS:
Twitter / Instagram / Facebook / Twitch / YouTube / Reddit / Periscope / Steam