As Novas Regras de Monetização dos Vídeos no YouTube

As Novas Regras de Monetização dos Vídeos no YouTube
Partilha este post

As novas regras de monetização dos vídeos no YouTube em 2018 estão a dar que falar. Bem, qualquer coisa que o YouTube faça ou aconteça por lá dá que falar durante semanas! E com as alterações anunciadas e implementadas lá se ouve uma vez mais as conversas do costume. Isto, aquilo e o outro… Mas infelizmente este tema, entre tantos outros, que podia – e devia – ser abordado de forma inteligente, não o é. Os factos dão lugar a fantasia, o que é deixa de o ser. Eu quero estas coisas faladas com pés e cabeça, com a seriedade que merecem. É por isso que dedico os próximos parágrafos a este tema.

Introdução Com a Minha Abordagem ao Tema

As novas regras de monetização dos vídeos no YouTube são tema com pano para mangas. Quero começar por esclarecer que tenho canal no YouTube. Mas não sou defensor do YouTube, e muito menos defensor cego da plataforma e muito menos opositor cego da mesma. Opino depois de consultar todos os factos. Para defender o YouTube existe a própria empresa e os seus funcionários. Dito isto se algo que disse for deturpado ou mal interpretado não se deve à minha escrita. Deve-se a uma incapacidade, seja ela qual for, de quem a ler. Não gosto, aliás detesto mesmo, toda a deturpação neste e outros temas sérios que envolvem a plataforma. Detesto esta ignorância consciente por parte de quem se predispõe a comentar o tema de forma maliciosa, desinformada e deturpada. E não quero contribuir para isso, não vou contribuir para isso!

Quero contribuir para uma discussão válida, útil e saudável baseada em factos. Seja sobre este ou qualquer outro tema. Não me considero o dono da verdade, que fique bem claro. Mas não me predisponho a alimentar discursos completamente alienados da realidade. O YouTube é perfeito? Claro que não! Longe disso. Tem falhas? Sim, várias! Então vamos usar a nossa energia para fazer com que a plataforma melhore. E isso não passa apenas e só por alterações no que a monetização dos vídeos diz respeito. Noutra altura darei a minha opinião sobre o que pode e deve melhorar na plataforma. Tal como acontece com o Facebook, o YouTube também está numa crise existencial. E cabe aos utilizadores com uma atitude positiva dar o seu contributo. Para isso estou sempre disponível. Para andar a encher todos os lados com baboseiras e desinformação não tanto.

As Novas Regras de Monetização dos Vídeos no YouTube

Mas afinal quais são as novas regras de monetização dos vídeos no YouTube? Há algo tão negativo nelas? Julga por ti. Mas cá vai. Se o teu canal cumpre com todas as regras do YouTube poderás requerer entrada no programa de monetização. Mas para isso acontecer precisas de números mínimos. Então é assim: o teu canal para estar apto a cumprir os termos do programa de parceiros do YouTube precisa de ter um total de 4000 horas de visualização nos 12 meses anteriores e um mínimo de 1000 subscritores. É complicado de perceber isto? Para mim não. É perfeitamente claro. Não dizem em lado nenhum que são 4000 horas por vídeo no canal. São 4000 horas no total. Até podem ter apenas um vídeo no canal com a duração de 1 minuto e já terem sido vistas 10000 horas dele. Sim, a métrica que conta para o YouTube é o tempo de visualização.

Independentemente do tempo de duração do vídeo, se todos os seus visualizadores virem do início ao fim, o YouTube, por via do seu algoritmo, dará nota máxima ao vosso canal e o mesmo terá maior destaque e relevância nos resultados e sugestões. Então depois dos factos acima mencionados… Os números mínimos que o YouTube requer são exagerados? Em meu entender não são. São perfeitamente razoáveis. Até porque podes ter esses mínimos, ou até muito mais do que isso, e estares com o canal monetizado e não receberes um único cêntimo. E porquê? Porque não foi passado ou visualizado um único anúncio nos teus vídeos. Sim, é mesmo assim. É a realidade. E mais. Se o teu canal não está monetizado não são passados vídeos nos teus vídeos. Logo, não estás a dar nenhuma borla ao YouTube, nem o YouTube se está a aproveitar do teu pequeno canal.

O Dinheiro é Sempre a Origem

O alarido que se gerou com o anúncio das novas regras prende-se única e exclusivamente com dinheiro. Monetização é dinheiro. Não há volta a dar a isso. E não vale a pena andar-se com romantismos. O dinheiro, seja no YouTube, seja na vida real, dá sempre motivo a vários conflitos. Neste caso em concreto tem a sua peculiaridade porque quem se anda a queixar de forma infundada não recebe qualquer compensação da plataforma. Isto porque não tinham os mínimos para tal. E se a mentalidade com que vão criar um canal no YouTube é a de que vão receber dinheiro, ou que por lá colocarem o vosso conteúdo, existirá por parte da plataforma uma qualquer obrigação em te pagar, estás com as ideias trocadas. Estás a viver num mundo de fantasia. Volta para a realidade tridimensional em que vivemos.

As novas regras de monetização dos vídeos no YouTube vêm, em minha opinião tarde. Mas são um passo no caminho certo. O YouTube está numa crise existencial. Precisa de passar uma ideia clara do que quer ser e como o quer ser. Não dá, nem pode, ser para tudo e todos. Não estou com isto a dizer que o YouTube deve forcar-se apenas num tipo de conteúdo. Nada disso. Pode e deve ser o mais abrangente possível. Mas fazer uma clara distinção entre o que é qualidade e o que não é qualidade. Há que ter noção de que não há publicidade que dê para todos os canais. Por isso é lógico não só para o YouTube como para quem paga a publicidade que a quer a passar em canais com maior visibilidade. Se um anunciante não vê retorno no investimento por culpa da plataforma não saber fazer chegar correctamente a publicidade ao espectador não gasta mais. E o YouTube até hoje não deu lucro. Por isso todos os cêntimos contam. Tens noção dos custos e do tamanho da infraestrutura do YouTube à escala global? Acho que não…

Canais Pequenos Versus Canais Grandes

Esta medida representa o fim dos canais pequenos? Não. O YouTube não disse em parte alguma que ia apagar canais pequenos. Isso que se anda a insinuar é completamente falso. Não se pode criar um novo canal? Claro que se pode. O YouTube não vai, nem disse que ia, impedir a criação de novos canais. Anda para aqui uma mistura completa de coisas que nada têm a ver umas com as outras só para se criar ruído. Ruído sem lógica, sem verdade e sem qualquer fundamentação em factos. É atirar fantasias e baboseiras para o ar e ver gente fraquinha de cérebro a pegar e correr com isso. E a aumentar a parvoíce! Achas mesmo que um canal grande está genuinamente preocupado com um canal pequeno, ou o que lhe acontece? Claro que não! Mas que ingenuidade é essa? Desce à Terra. Alguma vez um canal grande vai estar a defender genuinamente um canal pequeno que pode crescer e tirar-lhe o lugar? Claro que não! Acorda para a vida e para o mundo real. Para tu seres grande no YouTube, um dos grandes vai ter que deixar de o ser para tu seres o receptor do seu público e audiência.

É aqui que reside grande parte da discórdia que depois é mal descarregada e mal debatida quando o YouTube resolve mudar ou actualizar regras e condições para os utilizadores da sua plataforma. O YouTube não comunica mal. Comunica tarde e fora de tempo. E por isso quando chega a informação oficial e factual o espaço de debate já está saturado e contaminado com deturpações, invenções e mentiras. E isso não deixa espaço para os factos, a verdade, entrar e informar. Há um deliberada desinformação criada para alimentar horas e horas de conteúdo sem nexo para alguém, esses sim monetizados, fazerem mais uns trocos à conta dos delírios de quem opta por estar conscientemente ignorante. Não custa nada consultar a página do YouTube com as explicações oficiais sobre as mudanças. As Novas Regras de Monetização dos Vídeos no YouTube.

As Novas Regras de Monetização dos Vídeos no YouTube

O YouTube obriga ou obrigou alguém a criar canal e colocar conteúdo na sua plataforma? Tanto quanto sei, não. A sua utilização é livre. Só usa quem quer. E quem quiser usar já sabe as regras. E se não sabe basta ler. Estão disponíveis em português. Se o YouTube é uma plataforma assim tão má acho que é altura de mudares. Estar sempre a chorar e a culpar o YouTube por não teres sucesso no teu canal começa a ser cansativo. E redundante. É sempre a mesma conversa sem nexo e sem factos só para atrair atenção e viver de dramas. Assume a responsabilidade pelo que fazes no YouTube. Crescer no YouTube leva muito tempo, exige muito tempo e muita dedicação.

Sim, tens que te preparar e mentalizar para estares muito tempo a ter uma ou duas visualizações. Mesmo a divulgar bem, com bom SEO e o conteúdo a ser do melhor que há. Vais ter que dar tempo ao tempo para conquistar a atenção de quem anda na plataforma. Mostrar que não és apenas mais um canal. Que tens algo de diferente a dar que os outros não dão. Que és consistente. Que és regular. Entendes? É isto. O dinheiro é e deve ser secundário. Não queiras ser mais do que és porque isso não dá resultado.

O YouTube nunca te disse que te estava a dar emprego ou uma avença mensal por lá colocares conteúdo. O YouTube não é o teu empregador. Logo, não está obrigado a pagar-te um ordenado ao fim do mês só porque tu meteste na cabeça que assim tinha de ser. O YouTube não é obrigado a dar-te dinheiro só porque meteste na cabeça que tinhas de ser famoso na plataforma e viver de fazer vídeos regulares. Desculpa lá esta dose de psicanálise mas tem mesmo que ser. Controla o ego e sê humilde o suficiente para perceber para o que tens capacidades e para o que não as tens. Nem eu nem tu vamos ter sempre sucesso em tudo o que fazemos ou nos propomos a fazer. E o mesmo se aplica ao YouTube ou no YouTube. As Novas Regras de Monetização dos Vídeos no YouTube.

Quero a Tua Opinião Ao Artigo

Agora é a tua vez. Quero a tua opinião ao artigo As Novas Regras de Monetização dos Vídeos no YouTube. Tenho todo o gosto em ler e responder. Perceber se concordas ou discordas do que escrevi. Das tuas ideias para uma plataforma melhor e mais justa. Como pode ou deve ser feita a monetização. Há muito que pode ser dito. Vamos estabelecer aqui um meio positivo e válido de troca de opiniões e argumentos sobre o YouTube e a sua monetização. Já agora podes dar uma vista de olhos e subscrever o canal do PUMPUM no YouTube. E que tal nas restantes redes sociais? Agradecido. Fica bem e até ao próximo artigo aqui no blog do PUMPUM!

 

Comentários

Partilha este post

Lost Password

Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.